Horas

sábado, 8 de maio de 2010

Congratulo todas as Mães, Mulheres, Fêmeas

A todas as mães, verdadeiras ou adotivas.

Fêmea que deu ou não a luz,

Mães simples ou complexas,

Mães que enxergam ou são cegas,

Mãe no sol e na chuva,

Mãe...

Mulher que deseja mudar e muda!

Mulher guerreira e jubilosa,

Busca a essência no amor puro da vida.

Mulher verdadeira

Extrai os sentimentos imaculados dos filhos!

A natureza talhou-as com sabedoria,

Usam e abusam da bondade de serem mães.

Só cabe a este admirador reverenciar a Mãe

Bondosa e dedicada, em especial a minha,

Tânia que cuida das puras almas que tem.

As mães que conheço, vejo e sei, e as futuras

Compartilho com todas as mães pela dádiva de serem MÃES!

Parabéns MAMÃES!

Abçs,

Peter

4 comentários:

  1. Peter, que texto lindoooo. Me emocionei.
    Olha, a gente nasce, cresce, amadurece (Ou não), ama, desama, quebra a cara, se ilude, se desilude, se fecha, enfins.
    Mas depois que eu tive a minha filha, hoje com 16 anos, eu pude aprender o que é AMAR de verdade. O amor verdadeiro, aquele que voce dá a sua vida. O amor eterno.
    E esse amor, é o que interessa.

    Voce é um querido!!

    Um grande abraço!!!

    ResponderExcluir
  2. A todas as mulheres que amam, paz.

    ResponderExcluir
  3. Linda homenagem Peter...
    Obrigado pela visita, estou te seguindo...
    Bjs carinhosos da Mila...

    ResponderExcluir