Horas

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Salvando Gambás

Quem imaginaria a determinação de uma criança em salvar animais? E se estes animais carregassem uma má-fama de fétido? E se fossem recém-órfãos? Quem se sensibilizaria?

Pois é!

Esta é a história de uma linda criança que salvou quatro gambazinhos recém-nascidos, vitimados pela morte, provavelmente no parto da gambá, já em decomposição.



Trata-se de gambás da espécie d. marsupialis.



Após ouvir o regougado deles, foi sendo guiada pelo som, até chegar num monte de folhas secas, local escolhido para dar luz a quatro filhotinhos e morrer.

Não teve outra senão a intenção de garantir a sobrevivência dos animaizinhos, ao relento e, ao lado da mãe, rodeadas de moscas-varejeiras, insistiu para dar uma solução.

Ligamos para a prefeitura da cidade que destinou funcionários para recolherem e prestar os cuidados necessários.

Enquanto aguardava a chegada dos funcionários, começou a chover momento que aparece - esta criança -, com um guarda-chuva para abrigar os filhotes.





Comovido com a determinação da criança, tratamos logo de separar os filhotes do cadáver, e locamo-los dentro de uma caixa de papelão.


Ao retirá-los vimos que os corpos estavam cobertos de ovos - da mosca-varejeira - e fatalmente se transformariam em larvas, para devorarem o frágil corpo dos animais.

Curiosa e preocupada, desejava retirar os ovos, antes de fecundarem.



Não sossegou enquanto chegaram os funcionários da prefeitura de nossa cidade.

Foram momentos tensos, mas de muita ternura e alivio, após certificar o destino seguro dos gambazinhos.

Parabéns Thayná, pela sensibilidade e ternura.

Thayná salvadora de gambá!

Nenhum comentário:

Postar um comentário